"Importante"

Importante:
Vale lembrar que este blog não pretende de qualquer forma prejudicar bandas, artistas ou gravadoras, pelo contrário o objetivo é sempre divulgar e compartilhar diversão, cultura e educação.

Então se de alguma forma você se sentir prejudicado pelo blog, solicito que envie um email para (progrockcontramao@hotmail) que prontamente deleto o material escrito ou link. O mesmo vale para pedidos e sugestões.

Todos os álbuns aqui postados foram adquiridos de forma legal em vinil ou cd, em lojas especializadas, sebos ou com amigos e sugiro que após ouvir algo que goste procure comprar o original.

Divirtam-se e aproveitem o espaço que é nosso.
Obrigada
Márcia Tunes
---------------------------------------------------------
Important:
Remember that this blog is not intended in any way injure bands, artists and record labels, rather the goal is to always disclose and share fun, culture and education.

So if somehow you feel harmed by blog, please send an email to (progrockcontramao @ hotmail) that promptly delete the written material or link. The same goes for requests and suggestions.

All albums posted here were purchased legally on vinyl or CD, in specialty stores, book stores or with friends and I suggest that after you hear something you like try to buy the original.

Have fun and enjoy the space that is ours.
Thanks
Marcia Tunes

Para os Krautmaniacos



Visite meu novo blog totalmente dedicado ao Krautrock, divirta-se! Curta, comente, compartilhe!

Visit my new blog devoted entirely to Krautrock, enjoy, comment, share!

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Subway (1972) - Repost


Atendendo mais uma vez a pedidos, lá vai o repost de um álbum lendário:

Trata-se de um álbum fantástico - e raríssimo. Um duo (Irv, americano, violão e vocal; Malcolm, inglês, violino) que se apresentava no metrô de Paris (daí o nome da banda) e lançou esse único álbum em 1972, disputadíssimo por colecionadores, uma vez que só existem cerca de 200 cópias do vinil original. Os caras fazem um folk com toques de progressivo e psicodélico em faixas irretocáveis como "Rosanna of the roses" ou "Song for sinking shelters". Traz influências de artistas tão diferentes quanto Jethro Tull, Donovan e West Coast Pop Art Experimental Band! Absolutamente imperdível.

link: http://migre.me/3hQ6l

domingo, 26 de dezembro de 2010

Zoppo Trump - "Zoppo Trump" {Germany} [1971-76]

um álbum fantástico de uma banda Alemã obscura. A produção musical germânica dos anso 70 é altamente inspirada, repleta de elementos muitas vezes difícil de uma audição sem atenção.

Este disco traz uma banda de rock progressivo com um pouco de influencia jazz e música clássica, porém a maioria sem qualquer instrumento de sopro.
Houve uma utilização esporádica dos vocais em Inglês e Mellotron.

Comparável a Streetmark.

Zoppo Trump - "Zoppo Trump" {Germany} [1971-76]

Link by ProgNotFrog

01 Man of Peace (1971)
02 Queen of War (1971)
03 Get Out of the Fixer Circle (1972)
04 Confusion (1972)
05 From my Window (1972)
06 Six of Eight (1972)
07 Dream of Hope (1972)
08 Wellengang (1976)
09 Fluktuation (1976)

- Ferdi Eberth (voc, g, sax, org)
- Ulrich Beck (g)
- Martin Buschmann (p, org, Mellotron, alto sax)
- Thomas Laleicke (b, backing voc)
- Udo Preising (b)
- Nicky Gebhard (dr, perc)
- Wolfgang Hahn (dr)

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Iota (1969)


Banda texana conhecida por quase ninguém, Iota foi formada em El paso por Carl Neer (vocais, baixo); Mark Evans (guitarra);Steve Phipps (órgão) e Rich Ramaka (bateria). A banda durou até o início dos anos 70 e deixou apenas este álbum. É um álbum de transição entre o rock psicodélico e o hard rock, lembrando um pouco o Deep Purple no começo. Traz faixas sensacionais como "Glympses", "Bollie Baby" e "Sing For You". Muito, muito bom.

1 Precincts 3:38
2 Glympses 2:31
3 R.I.P. 3:17
4 Love Come Wicked 2:25
5 Bottle Baby 3:59
6 Sing for You 2:47
7 Better Place 2:18
8 The Words Are True 4:08
9 I'm Gonna Be a Man 2:46
10 Our Love So Warm 2:20

Link: http://migre.me/2GaN1

terça-feira, 2 de novembro de 2010

The Godz - Contact High with the Godz (1966)

Eu não tenho a mínima idéia de como classificar essa banda novaoirquina (não confundir com uma banda de heavy metal homônima dos anos 70): proto-punk, noise acústico (!!), psicodelia esquizofrênica... O fato é que a banda formada por Jim McCarthy, Larry Kessler, Paul Thornton e Jay Dillon fez alguns dos álbuns mais esquisitos dos anos 60. Anti-música, dadaísmo, arritmia e desafinação faziam parte do seu coquetel primitivo (ou vanguardista? I Don't know). O álbum traz faixas ótimas para irritar seu vizinho como "Lay in The Sun" (cuja letra se resume a "All I want to do is lay in the sun"), "1 + 1 = ?" e "Na Na Naa". Para quem gosta de coisas muito, muito, muito esquisitas.

link: http://migre.me/1Wima

Sally Oldfield - Water Bearer (1978)


Primeiro álbum solo da irmã do Mike Oldfield, Sally teve uma difícil tarefa sendo irmã do já aclamado Mike quando lançou este disco, principalmente depois de fazer com maestria parte de dois dos maiores álbuns do irmão. Tarefa que cumpriu com êxito total, um disco lindo, melódico, especial! altamente recomendado!

1) Water Bearer 6:25
2) Songs of the Quendi: Night Theme 2:52
3) Songs of the Quendi: Wampum Song 3:06
4) Songs of the Quendi: Nenya 4:59
5) Songs of the Quendi: Land of the Sun 1:52
6) Mirrors 3:17
7) Weaver 3:38
8) Night of the Hunter's Moon 3:26
9) Child of Allah 3:19
10)Song of the Bow 3:37
11)Fire and Honey 2:30
12)Song of the Healer 3:19



Link

sábado, 23 de outubro de 2010

Octopus - Restless Night (1970)

Se você gosta dos Beatles, vai pirar quando ouvir o Octopus. Clássico perdido da psicodelia britânica, a banda deixou esse único - e maravilhoso - álbum para a posteridade. Formada em 1968 a partir de outra banda que tinha o esquisito nome de "The Cortinas", o Octopus era liderada pelo cantor e guitarrista Paul Griggs (mais detalhes sobre a banda, inclusive ótimas fotos da época, no site www.paulgriggs.com). As faixas desse álbum são muito boas, com uma óbvia influência da banda de John Lennon na sonoridade. "The River", "Thief", "Council Plans", dentre outras, nos dão motivos para pensar como uma banda tão boa permanece desconhecida. As duas últimas, "Laugh at the Poor Man" e "Girlfriend", sairam originalmente em single, sendo incorporadas depois ao álbum na edição em CD.

1. The River (4:26)
2. Summer (3:05)
3. Council Plans (3:37)
4. Restless Night (4:02)
5. Thief (3:38)
6. Queen and the Pauper (3:39)
7. I Say (1:54)
8. Johns' Rock (2:40)
9. Rainchild (3:05)
10. Tide (5:37)
11. Girlfriend (2:56)
12. Laugh at the Poor Man (3:14)

Link: http://migre.me/1IUKR

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

The Yankee Dollar (1968)


Banda de San Luis Obispo, CA, formada em 1966, que lançou seu único álbum em 1968, produzido por Frank Slay (o cara que fazia maravilhas com o Strawberry Alarm Clock). A sonoridade lembra Jefferson Airplane, Mamas and Papas, It's a Beautiful Day, e todas as bandas da época que traziam vocais masculinos e femininos. O álbum traz várias covers ("The Times They Are A-Changin'", do Dylan, "Catch the Wind", do Donovan), mas a banda brilha também com material próprio, como os clássicos instantâneos "Sanctuary" e "Live and Let Live". Se você é fã da psicodelia californiana, pode baixar que vale a pena.

01. Sanctuary - 2.22
02. Good Old Friends - 2.22
03. Catch The Wind - 2.54
04. If In Swimming - 3.55
05. Follow Your Dream´s Way - 6.44
06. Live And Let Live - 2.22
07. City Sidewalks - 3.01
08. Let´s Get Together - 4.30
09. Winter Boy - 2.23
10. The Times They Are A-Changin´ - 3.06
11. Johann Sebastian Cheetah - 3.03

link: http://migre.me/1BztT

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Morgen (1969)


Um dos "álbuns desconhecidos" mais celebrados pelos colecionadores de todo mundo, o Morgen era uma banda de Long Island, New York, liderada pelo Cantor e Guitarrista Steve Morgen, ao lado de Rennie Genossa (baixo), Bob Maiman (bateria) e Barry Stock (guitarra-base). Eles lançaram sue único álbum em 1969, com a lendária capa baseada no quadro "O grito" de Edvard Munch, e trazendo uma azeitada mistura de psicodelia com hard rock em faixas antológicas como "Welcome to the Void", "Of Dreams" e "She's the Nite Time". O álbum fecha com a trip psicodélica "Love". Na minha opinião, bom do início ao fim.

1. Welcome To The Void
2. Of Dreams
3. Beggin Your Pardon (Miss Joan)
4. Eternity In Between
5. Purple
6. Shes The Nitetime
7. Love

Link: http://migre.me/1zb8R

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Fabrizio De André - La buona novella (1970)


Fabrizio Cristiano De André (Gênova, 18 de Fevereiro de 1940 – Milão, 11 de Janeiro de 1999) foi um cantor e compositor italiano entre os mais conhecidos e importantes da história. Em sua obra, prevaleceram as histórias de marginais e rebeldes. Muitas de suas letras são inclusive estudadas como expressão importante da poesia do século XX na Itália. Pelos os amigos e admiratores era chamado de Faber, nome cunhado por Paolo Villaggio. Fabrizio De André lançou, nos seus quarenta anos de carreira, cerca de vinte discos, número relativamente baixo, mas compensado certamente pela alta qualidade do seu trabalho artístico.

Este álbum é maravilhoso!
Fabrizio De André - La buona novella
Laudate Dominum (0:21)
L'infanzia di Maria (5:02)
Il ritorno di Giuseppe (4:08)
Il sogno di Maria (4:10)
Ave Maria (1:23)
Maria nella bottega d'un falegname (3:14)
Via della Croce (4:33)
Tre madri (2:55)
Il testamento di Tito (6:50)
Laudate Hominem (3:34)

Download Este link foi deletado

NEW (03/04/2011)

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Fresh Blueberry Pancake - Heavy (1970)



Para delírio dos caçadores de obscuridades, disponibilizamos o lendário álbum dos Fresh Blueberry Pancakes. Trata-se de uma quase desconhecida banda de Piitsburgh, formada por Tony Impavido (vocal e baixo) John Behrens (guitarra), e Geoff Rydell (bateria), que durou de 1968 a 1972, Nunca tiveram um lançamento oficial, mas sessões de estúdio de 1970 foram prensadas para divulgação (apenas 54 cópias !!!). O power trio fazia um hard rock psicodélico direto e tocado em altíssimo volume, como vocês podem observar na sensacional faixa de abertura, "Hassles", que lembra um pouco o Cream. Mais uma raridade para sua coleção.

01 Hassles
02 Being in Town
03 Clown on a Rope
04 Bad Boy Turns Good
05 I Call Him Lord
06 Down on the Farm
07 Where's the Sun
08 Sleep Bound
09 Stranded

Link: http://migre.me/1r8qN

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Jade - Faces of Jade (1970)



Banda obscura de Cincinatti (Ohio) formada por Jim Aumann (teclados e vocais),Randy Morse (guitarra), Tim Nixon (Bateria)e Nick Root (baixo e vocais), o Jade (não confundir com uma banda britânica, homônina, da mesma época), lançou seu único álbum, "Faces of Jade", em 1970.

Prevalece no álbum uma fusão ente pop-follk e psicodelia, com muita influência dos Beatles, principalmente do Paul McCartney ("Rest of My Life", talvez a obra-prima deles, parece ter saido do White Album!). No mais, belas melodias ("Wait Till I Come Home", "All Alone", dentre outras, garantem a qualidade do álbum. Dá vontade de ouvir no original, em vinil...

01. Prelude Willow's End 6:42
02. Blue Ways 3:23
03. Well 2:24
04. We (Got to Make It Through) 4:00
05. My Mary (More Than Ever) 2:41
06. My Honey 2:26
07. Rest of My Life 3:13
08. All Alone 2:09
09. Flying Away 2:23
10. Wait Till I Come Home 3:53

link: http://mcaf.ee/30518

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Silver Apples (1968) - Repost


Psicodelia? Proto-punk? Experimentalismo pop? Uma das bandas mais originais de todos os tempos, os Silver Apples tentavam fazer música psicodélica eletrônica numa época em que ainda não existiam condições tecnológicas para isso (!!!).
Formada pelas figuraças novaiorquinas Simeon Coxe III e Danny Taylor, os caras lançaram dois álbuns antológicos no final dos anos 60. Esse é o primeiro deles, e traz Simeon pilotando um bizarro sintetizador primitivo formado por nove osciladores e 86 controles manuais acionados com os pés e as mãos (!!!) e cantando de um jeito robótico (uma sonoridade similar só apareceria com o Kraftwerk, vários anos depois) e Taylor mantendo um ritmo preciso e mecânico na bateria (não existiam baterias eletrônicas naquela época). Os caras conseguiram criar pérolas como "Oscillations" e "Lovefingers" num álbum inusitado que vale muito a pena conhecer. Silver Apples é o marco zero, o ENIAC de uma era da música mundial.

link: http://www.megaupload.com/?d=BBWAN7W2

link alternativo: http://migre.me/1dVMb

Offenbach - Saint-Chrone de Néant (1973)


1. Chacone en Sol majeur (4:47)
2. Pax Vobiscum (11:05)
3. Kyrie (5:22)
4. Oremus (prière) (0:49) *
5. Finale d'Edgar (1:01) *
6. Dans la chaire (sermon) (3:19) *
7. Requiem (2:39)
8. Dies Irae (4:50)
9. Fils de lumière (évangile) (2:37) *
10. Fils de lumière (4:36) *
11. Domine Jesus Christe (5:34)
12. Cum Traderetur/Memento (7:43)
13. La Marche de Peanut (3:52) *
14. Rirolarma (4:58)
15. Faut que j'me pousse (5:03) *

Gérald Boulet - organ, voice, synth
Pierre Harel - organ, voice, synth
Jean Gravel - guitars
Michel Lamothe - bass
Roger Belval - drums
Yvon Hubert - orateur
Pierre-Yves Asselin - grand organ

Download

1. Bulldozer (4:40)
2. Hey Boss (4:34)
3. Magie rouge (4:07)
4. Câline de doux blues (5:02)
5. Solange tabarnac (2:27)
6. Marche de peanut (2:08)
7. Bataille (2:46)
8. Bulldozer thème (3:03)
9. Qu'est-ce qui te prend (2:47)
10. S.O.S. (3:14)
11. Ah comme on s'ennuie (3:09)
12. Faut que j'me pousse (2:38)
13. Adios amor (3:19)
14. S.O.S. (alternate take) (3:23) *
15. Ah comme on s'ennuie (extended version) (4:12) *

Gérry Boulet - keyboard, saxophone, vocals
Pierre Harel - keyboard, vocals
Jean Gravel - guitars
Michel Lamothe - bass
Roger Belval - drums
Mouffe - vocals (10,14)
La Famille Savard - vocals (13)

Download

Offenbach - Never Too Tender


Offenbach emerged in 1970 from the transformation of various bands throughout the 60?s, the last being "LES GANTS BLANCS" lead by the Boulet brothers who were then inspired by the psychedelia of the times and artists like Deep Purple and Led Zeppelin. The lineup is then comprised of Gerry Boulet (keyboard & vocals), Jean Johnny Gravel (guitars), Michel "Willie" Lamothe Jr (bass) and Denis Boulet, who left the band after the first record to be replaced on drums by Roger (Wézo) Belval. That year they meet with musician, poet and filmmaker Pierre Harel whom they integrated to the band as singer and author, and would then release the soundtrack to his movie "Bulldozer" in 1973.

The first LP came in 1971, "Offenbach Soap Opera" and became one of the first "rock" albums with songs in French coming out of Quebec. But with scarce success, the band searching for a way to gain attention, Pierre Harel proposes they present a "Mass for the Dead" at the St-Joseph Oratory in Montreal. The project is surprisingly accepted by the religious authorities and the Mass is presented November 30th 1972, attracting 5000 people to an eclectic performance of rock mixed with liturgical Gregorian chants recorded on a 16 track and released in 1973 as "Saint-Chrône-de-Néant". They spent most of the next couple of years in France touring and filming a documentary of the band called "Tabarnac", also released as a double LP with a certain success. Pierre Harel then left the band and OFFENBACH came back to Québec to find a new French music scene dominated by bands like HARMONIUM and BEAU DOMMAGE. The following albums grow more and more mainstream, although their sound can be likened to fellow Quebecois group OCTOBRE in La Maudite Machine.

In 1976 they released their first LP completely in English "Never Too Tender". After a few more lineup changes and 2 more albums in French they won a Felix Award in 1979 for best rock album of the year with "Traversion" and were joined by the Vic Vogel Big Band the same year for a tour of Québec from which the Theatre St-Denis performance was recorded and issued the next year as "Offenbach En Fusion". In 1980 they were subsequently awarded 3 more Felix Awards, for best rock album, best group of the year and best show for being the first Québecois band to headline the Montreal Forum.

After 3 more records and 1 live, they performed their last concerts in 1985 as creative tensions led Gerry Boulet to pursue a solo career. (Abduzida do ProgArchive)

1. Never too tender
2. Running away
3. Balls and rods
4. Edgar
5. Love invain
6. Sad song
7. Every day I get the blues
8. High down

Gerry Boulet - keyboard, vocals
Jean Gravel - guitars
Michel Lamothe - bass
Roger Belval - drums

Download

Offenbach


Considerado por muitos como a obra prima do grupo. Recomendo!
1. Ayoye
2. Bulldozer
3. Câline de blues
4. Kadrill
5. High but... low
6. Mourir d'amour
7. Moody calvaire moody
8. No money no candy
9. Faut que je me pousse

Gerry Boulet - vocals, keyboards
Jean Gravel - guitars
Pierre Harel - vocals, congas
Michel Lamothe - bass, vocals
Denis Boulet - drums
Marcel Beauchamp - piano
Stéphane Venne - piano

Download

domingo, 22 de agosto de 2010

Dom - Edge of Time (1971) Krautrock


Existem várias resenhas na web a respeito e cada uma diz uma coisa, uns chamam de ridículo, outros dizem ser uma obra prima, para não haver dúvidas a respeito sugiro que ouçam o álbum e tirem suas próprias conclusões.

Laszlo Baksay - bass, lyrics, vocals
Gabor Baksay - percussion, flute, vocals
Reiner Puzalowski - guitar, flute, vocals
Hans Georg Stopka - organ, guitar, vocals

1. Intruitus (8:55)
2. Silence (8:53)
3. Edge Of Time (9:05)
4. Dream (9:37)
Flotenmenschen 1 (6:31)
Flotenmenschen 2 (1:15)
Flotenmenschen 3 (1:17)
Flotenmenschen 4 (1:11)
Let Me Explain (6:37)

Dom - Edge of Time

Link

Skryvania - Skryvania (1977) (França Progressive Rock)


Único álbum do grupo francês, com influencias do Genesis e Yes, som tipicamente sinfônico. Recomendo!

1. Tristan & Iseult (11:03)
2. Raid (3:24)
3. Le château d'Orphée (7:25)
4. Intro (2:25)
5. Epopée (10:33)
6. Final (5:59)
7. Renaissance (9:05)
8. Ritual (1:17)
9. Close to the edge (0:59)
10. Hairless heart (2:14)
11. Le château d'Orphée (7:06)

Henry-Jean Aubin - organ, synthesizers, violin
Harold Bakobza - organ, synthesizers, violin
Olivier Marina - guitars, vocals
Benoît Reeves - drums, percussion
Alain Yvorra - bass, bass pedals, vocals

Link

Offenbach - C'était plus qu'une aventure, 1972 - 1985 (Progressive Rock Canadá)


Nesta postagem uma compilação do grupo Canadense, recomendo!

Je Chante Comme un Coyote
Mes Blues Passent Pu dans 'Porte
J'Ai l'Rock N'Roll Pis Toé
Ayoye
Deux Autres Bières
Câline de Blues
Faut Que J'Me Pousse
Promenade Sur Mars
Le Blues Me Guette
Georgia on My Mind
La Voix Que J'Ai [Version Inédite]
Rock de V'lour
Poison Rouge
Prends Pas Tout Mon Amour
La Louve
Seulement Qu'une Aventure

Link

Offenbach - Tabarnac (1974) Canadá


Gravação ao vivo bastante crua, álbum duplo com vários clássicos do grupo, bem bacana!

Membros do grupo ao logo dos tempos:
Gerry Boulet (vocals, piano, organ, 1969-85),
Jean Gravel (guitar, 1969-85),
Michel Lamothe (bass, 1969-77),
Pierre Harel (organ, vocals, 1970-74),
Roger "Wezo" Belval (drums, 1972-77),
Breen LeBoeuf (bass, vocals, 1977-85),
John McGale (guitar, saxophone, 1978-85),
Robert Harrison (drums, 1978-82),
Pat Martel (drums, 1981-85)

Quoi quoi-3:27
Ether-5:40
Dimanche blues-8:23
Habitant d'chien blanc-2:22
Teddy-7:24
Promenade sur Mars-4:27
Granby-7:44
Marylin-6:33
Wézo-4:55
Ma patrie est à terre-2:26
Pourquoi j't'icitte-5:09
Québec rock-3:05
Jam-11:10
L'hymne à l'amour-6:32

Link

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Coletânea de Raridades

Criei esta coletânea para atender alguns pedidos de faixas e para postar algumas raridades que são bem difícais de encontrar, sobretudo para quem não tem muita experiência em garimpar arquivos na net. Temos jóias psicodélicas para todos os gostos: uma banda cujo álbum originalmente só teve três cópias prensadas (Fingletoad, Strange & Sího), outra que ficou quase 4O anos inédita até ser lançada em edição limitada (The Sidetrack), uma excelente cover dos Beatles (Please Please me, do The Score), Uma faixa que você juraria ter sido escrita pelo Paul McCartney (Rest of my life, do Jade), outra que merecia ter sido gravada pelo Creedence Clearwater Revival (The River, do Octopus), uma feliz emulação do estilo do Jefferson Airplane (Yankee Dollar), uma belíssima referência à sonoridade de Simon and Garfunkel (23rd Turnoff), Um DJ holandês maluco e sua maravilhosa piração (Adjeef The Poet, O melhor dos porões britânicos (Baker Knight & The Nightmares, Morgen, Hopscoth, Sweet Feeling, The Glass Family) e das garagens norte-americanas (The Southwest F.O.B, Sangre Mexicana, Phluph) e a banda psicodélica de maior nome de todos os tempos (Walham Green East Wapping Carpet Cleaning Rodent & Boggit Extermination Association). Espero que vocês gostem.

01- The Yankee Dollar - Sanctuary
02 - Phluph - Another Day
03 - The Score - Please please me
04 - Fingletoad, Strange & Sího - Marshlands
05 - Baker Knight & The Nightmares - Hallucinations
06 - Octopus - The River
07 - 23rd Turnoff - Michaelangelo
08 - Morgen - She's The NiteTime
09 - Adjeef The Poet - Ieek, I'm A Freak
10 - Jade - Rest of my life
11 - Hopscotch - Look at the Lights Go Up
12 - Sweet Feeling - All So Long Ago
13 - The Sountrack - Rock & Roll
14 - The Southwest F.O.B. - Smell of Incense
15 - Sangre Mexicana - Good Cause
16 - Plague - Here Today, Gone Tomorrow
17 - The Glass Family - House Of Glass
18 - Walham Green East Wapping Carpet Cleaning Rodent & Boggit Extermination Association - Sorry Mr. G


link: http://migre.me/15YmA

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

The End - Introspection (1969)


Muito se fala de registros e bandas que perderam o barco, devido ao mau tempo, falta de apoio da sua gravadora ou outros acidentes. Este disco foi produzido por Bill Wyman dos Stones. E é um filme de época soberbo, e justamente merece o status de quase-clássico. [Esta versão do álbum contém material bônus.]

Tracks :

1. Dreamworld
2. Under The Rainbow
3. Shades Of Orange
4. Bromley Common
5. Cardboard Watch
6. Introspection - Part One
7. What Does It Feel Like ?
8. Linen Draper
9. Don't Take Me
10. Loving , Sacred Loving
11. She Said Yeah
12. Jacob's Bladder
13. Introspection - Part Two
14. Shades Of Orange - Mono Single Version - Bonus Track
15. Loving, Sacred Loving - Mono Single Version - Bonus Track

Links

sábado, 14 de agosto de 2010

Alvin Lee & Company

Alvin Lee & Company is an album released by Ten Years After on their old record label Deram after they had switched to Chrysalis Records. It consists of songs that didn't make it on the older records and a few alternative versions of old songs.
1. Sounds - Alvin Lee & Company, Ten Years After
2. Rock Your Mama - Alvin Lee & Company, Ten Years After
3. Hold Me Tight - Alvin Lee & Company, Ten Years After
4. Standing at the Crossroads - Alvin Lee & Company, Ten Years After
5. Portable People - Alvin Lee & Company, Ten Years After
6. Boogie On - Alvin Lee & Company, Ten Years After
7. Spider in My Web [Single Version] - Alvin Lee & Company
8. Hear Me Calling [Single Version] - Alvin Lee & Company
9. I'm Going Home [Single Version] - Alvin Lee & Company

* Alvin Lee - guitar, vocals
* Chick Churchill - organ
* Ric Lee - drums
* Leo Lyons - bass

Link

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Embryo - The Father Son and Holy Ghost (1972)

Mais um álbum fantástico desta grande banda, altamente recomendado!!!

1. The Special trip (5:56)
2. Nightmares (0:58)
3. King Insano (4:48)
4. Free (6:19)
5. The sun song (8:48)
6. Marimbaroos (2:56)
7. Forgotten sea (9:09)

Total Time: 39:54

Line-up
- Christian Burchard / drums, vibes, percussion, marimbaphone, vocals
- Edgar Hofmann / violin, soprano saxophone
- David King / bass, flute, alto marimba, vocals
- Sigi Schwab / acoustic & electric guitars, veena, tarang

Link

sábado, 7 de agosto de 2010

Noir - We Had To Let You Have It (1971)


Disquinho sensacional, mais para mim as canções que são indiscutivelmente as melhores do álbum são: "Rain" que abre os trabalhos como um lamento, uma espécie de oração, um jazz-blues emocional, com teclado, guitarra e vocais incríveis e batera na medida é simplesmente maravilhosa! "In Memory of Lady X", "How Long" e "The System". Ouça o disco e depois me diga....Altamente recomendado!!!

1.Rain
2.Hard Labour
3.Begger Man
4.In Memory of Lady X
5.How Long
6.System, The
7.Indian Rope Man
8.Ju Ju Man

Personnel:
Gordon Hunte (vocals, guitar)
Barry Ford (vocals, drums)
Tony Cole (keyboards)

Link

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

White Noise - An Electric Storm (1969)

Um Clássico do experiemntalismo psicodélico, mais um dos raríssimos artistas (Como Silver Apples e United States of America) que ousaram utilizar recursos eletrônicos ainda na década de 60.
White Noise foi um projeto idealizado pelo baixista americano David Vorhaus e oc compositores britânicos Delia Derbyshire e Brian Hodgson. A intenção era mesclar sonoridades do pop-rock com experiemntação proto-eletrônica (para as gravações, eles usaram um modelo primitivo de sintetizador, chamado EMS VCS 3).
O resultado é fantástico para os fãs das sonoridades viajantes, como "Your Hidden Dreams" ou os sons orgásmicos de "My Game of loving". Um álbum para mentes abertas.

link: http://migre.me/12D1G

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Focus - Masters from the Vaults (Symphonic Prog) (2002)


Para variar um pouco e encher os olhos além dos ouvidos um video do Focus, simplesmente sensacional! Altamente recomendado!!

1. Retrospective 1971 - 2002
Featuring:
a) The House of the King
b) Sylvia
c) Hocus Pocus
d) Eruption
e) Focus I
f) Focus II
g) Focus III
h) Interviews and short footages
2. Medley 1973
3. Hamburger Concerto (Rare/Medium/Well Done)

Thijs Van Leer - vocals, flute, keyboards
Jan Akkerman - guitars
Pierre Van Der Linden - drums
Cyril Havermans - bass
Bert Ruiter - bass
Philippe Catherine - guitars
Collin Allen - drums

Links

domingo, 1 de agosto de 2010

Little Beaver - Black Rhapsody


Guitarrista funky incrível, uma jóia instrumental do lendário Little Beaver, completamente diferente de seus outros álbuns dos anos 70. O som aqui é incrível! Temos Snakey, wah wah, groove e um pouco de funk também! Com mudanças bruscas no melodias, é uma perfeição total! Altamente recomendado!

Como você vai ouvir neste álbum instrumental, o estilo único de Beaver traz para nos profundos sentimentos e emoções com uma simplicidade rara, que fará de você um fã de Little Beaver para sempre.

1. A Tribute To Wes
2. Blues For Mama
3. Hit Me With Funky Music
4. Loosen Up
5. Summertime
6. Just My Imagination
7. Never Can Say Goodbye
8. Let's Stay Together

Download

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Submarine Silence - same (2001) Rock Progressivo Italiano


Submarine Silence, grupo italiano, que pode ser considerado como um projeto paralelo do MOONGARDEN grupo neo-progressivo. A banda apareceu pela primeira vez em um tributo GENESIS. Em 2001 eles lançaram o álbum de estréia auto-intitulado. Com muita inflência do GENESIS. Até mesmo na arte do álbum que se assemelha ao "Foxtrot" e é do mesmo artista Paul Whitehead. Gostei muito do álbum!

1. The door (1:12)
2. Bicycle ride from earth to saturn (8:17)
3. Elven's lullaby (2:26)
4. Mr. Submarine's ordinary day (part 1) (8:29)
5. Winter glows (5:06)
6. Venice, a spooky love story (5:34)
7. Mr. Submarine's ordinaryday (part 2) (1:45)
8. Shores where time stands still (4:05)
9. Red sun (4:01)
10. Porto di Venere (5:25)

Line-up / Musicians
- David Cremoni / 6 & 12 string acoustic guitars, electric guitars
- Emilio Pizzoccoli / drms, percussions, tambourine
- Cristiano Roversi / keyboards, Moog, Polymoog, Mellotron, bass pedals

Download

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Peter Hammill - In a Foreign Town (1988)


"In A Foreign Town" dizem que este disco não reflete todo o potencial do genial Peter Hammill. Peter estava experimentando os sons de computador, como diz o titulo numa tradução ao pé da letra, ele estava em uma cidade dos negócios estrangeiros, experimentando! Não vou dizer que seja uma obra prima do mestre, nem tão pouco que seja seu pior trabalho, até porque, detesto fazer criticas, principalmente por não saber nada de música além do prazer de ouvi-la. Então descubra por si o que este álbum traz. Pode baixar sem medo, afinal é um Peter Hammill.

1. Hemlock (6:30)
2. Invisible Ink (4:19)
3. Sci-Finance (Revisited) (4:22)
4. This Book (5:14)
5. Time To Burn (3:44)
6. Auto (3:58)
7. Vote Brand X (4:03)
8. Sun City Night Life (4:34)
9. The Play's The Thing (4:54)
10. Under Cover Names (4:19)
11. Smile (5:18)
12. Time To Burn(Instrumental) (3:44)

Peter Hammill / vocals, keyboards

Download

terça-feira, 27 de julho de 2010

Peter Hammill - Over (1977)


Este álbum é definitivamente o mais pessoal do genial Peter Hammill, retratando sentimentos muito particulares, por vezes com uma força absolutamente impressionante.

"Over" é uma das mais intensas experiências sonoras que você pode imaginar. Por isso mesmo altamente recomendado!!!

1. Crying Wolf (5:12)
2. Autumn (4:13)
3. Time Heals (8:42)
4. Alice (Letting Go) (5:33)
5. (This Side Of) The Looking Glass (6:57)
6. Betrayed (4:44)
7. (On Tuesdays She Used to Do) Yoga (3:55)
8. Lost and Found (7:11)

Peter Hammill - guitar, keyboards, vocals, multi instruments
Nic Potter - bass
Guy Evans - drums
Graham Smith - violin

Download

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Peter Hammill - Chameleon in the shadow of the night (1973)



Peter Hammill faz poesia, sua música tem um lirismo poético repleto de criatividade.
Seus álbuns tanto no trabalho solo quanto no Van Der Graaf Generator são cheios de sons, mistérios e magia.

Musicians:
- Peter Hammill / acoustic and electric guitars, electric and grand pianos, mellotron, harmonium, vocals
- Nic Potter / bass
- Hugh Banton / keyboards, pianos, bass
- Guy Evans / drums, percussion
- David Jackson / saxophones, flute

Track Listings:
1. German Overalls (7:05)
2. Slender Threads (5:01)
3. Rock and Rôle (6:41)
4. In the End (7:24)
5. What's It Worth (4:00)
6. Easy to Slip Away (5:21)
7. Dropping the Torch (4:11)
8. (In the) Black Room/Tower (10:56)


More infos

Chameleon in the shadow of the night

domingo, 25 de julho de 2010

Sea Stone - Mirrored Dreams (1978) (UK)


Reedição em CD do álbum de 1978 ultra rara da banda de rock progressivo psych cristã do Reino Unido. Grandes guitarras e sons. Muito cool-headed e stormless. Banda de rock do Reino Unido Gravado entre 1973 e 1977.

Tracks:
01. Brand New Day 4:38
02. Rolling Stone 3:25
03. Helping Hand 5:54
04. Waves Of Loneliness 5:58
05. Foolish Hero 4:21
06. Unborn Child 4:41
07. Precious Dreams 7:38
08. Wake Up 6:22

Download

terça-feira, 20 de julho de 2010

Light - The Story Of Moses (1972) (Rock Progressivo, Symphonic Prog) (Holanda)


Como faço sempre que tenho tempo, procurei o álbum que pensei em publicar e achei dois links validos então para evitar de ficar fazendo ups desnecessários abduzi os links de seus respectivos blogs e cá estou eu com esta belezinha de disco para vocês sem ter ficado horas tentando fazer um upload, vida dura esta!!!

Este é o único álbum do grupo holandês LIGHT. Com influências da banda Ekseption e, claro, Focus! O álbum é conceitual e conta a tragetória bíblica de Moisés. Os teclados predominam. Talvez não seja uma obra-prima, mas faltou pouco para isso!!!
Recomendo!!!

Tracks:
1. The Water (A.Vergeer/H.v.Rookhuyzen/Will Luikinga) - 8:40
2. The Blackberry Bushes (A.Vergeer/H.v.Rookhuyzen) - 10:54
3. White Turns Into Black (A.Vergeer/H.v.Rookhuyzen) - 6:32
4. The Nuisances (A.Vergeer/H.v.Rookhuyzen/Robbie Dale) - 6:52
5. The Desert (A.Vergeer/H.v.Rookhuyzen) - 1:36
6. The Red Sea (A.Vergeer/H.v.Rookhuyzen) - 5:03

Personnel:
- Adri Vergeer - piano & organ, celeste, mellotron, keyboards, vocals
- Gerard Steenbergen - acoustic guitar
- Joop Slootjes - bass guitar
- Hans de Bruin - saxophone, flute
- Sjaco van der Speld - drums, vocals
+
- Hans Hollestelle - electric guitar
- Guus Willemse - bass guitar
- Marian Schatteleyn - voices
- Robbie Dale - voices

Achei um link válido no blog russo: Music 60-70
LINK (site russo)

E outro no blog: PURA-PÉROLA
LINK senha: farao25

terça-feira, 13 de julho de 2010

Peter Hammill - The silent corner and the empty stage (1974)


Peter Hammill é só o que preciso dizer, o resto vocês já sabem. Altamente recomendado!
Musicians:
- Peter Hammill / guitar, piano, guitar (bass), harmonium, keyboards, vocals, Mellotron, oscillator
- Randy California / guitar
- Hugh Banton / organ, guitar (bass), keyboards, vocals (background)
- Guy Evans / percussion, drums
- David Jackson / flute, saxophone, sax (Alto), sax (Soprano), sax (Tenor)

Track Listings:
1. Modern (7:28)
2. Wilhelmina (5:17)
3. The Lie (Bernini's Saint Theresa) (5:40)
4. Forsaken Gardens (6:15)
5. Red Shift (8:11)
6. Rubicon (4:11)
7. A Louse Is Not A Home (12:13)

sábado, 3 de julho de 2010

domingo, 27 de junho de 2010

Eden - Erwartung (1978) Progressivo Sinfônico Alemão


Banda alemã bastante desconhecida, com arranjos surpreendentes recheados de Sax , Violino, Flauta e Teclado. Vocal feminino cantado em Alemão muito bonito. Altamente recomendado, diria que é obrigatório conferir!

1. Spatregen (7:09)
2. Erwartung (6:41)
3. Eden Teil
I) Eden Teil (4:35)
II) Eden Teil II (6:08)
4. Ein Anderes Land (16:31)

Banda:
Michael Claren - bass, background vocals
Anne Dierks - vocals
Michael Dierks - keyboards, vocals
Markus Egger - vocals
Hans Fritzsch - guitars
Hans Müller - drums, percussion
Mario Schaub - flute, clarinet, saxophone, background vocals
Annette Schmalenbach - vocals
Dirk Schmalenbach - violin, acoustic guitar, sitar, keyboards percussion, vocals
Michael Wirth - congas

Download

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Finn Olafsson - Savannah (1976) Dinamarca



Finn Olafsson é Dinamarquês e desde 1969 atua como guitarrista, produtor, vocalista, engenheiro de som, compositor e arranjador. A discografia do cara é enorme e ele é um dos fundadores da banda Ache, dito isto, só posso terminar dizendo que este disco é muito bacana, otimo de se ouvir, altamente recomendado!


1. Do You Believe 2:53
2. My Lady Love 2:11
3. Free to Be 2:24
4. Savannah 5:14
5. Inclination 4:15
6. Wonderland 3:04
7. In the Countryside 13:54
8. Vivre la nuit
9. Priere pour un marin
10. Blanc

Site Oficial

Download

sábado, 5 de junho de 2010

Altona - same (1974) (German) (Krautrock)


Altona is a German band, founded in 1971 in Hamburg suburbs as reincarnation of krautrock band Thrice Mice. Dropping former band's classical edge in preference for a jazzier front on their debut ,Altona played a lively fusion that crossed many boundaries, but kept the Blodwyn Pig feel that dominated the early Thrice Mice recordings. Mixing excellent early jazz fusion with psychedelic rock elements album's music is a real gem.

In contrast, their second album CHICKENFARM, disappointed as it saw a mellowing of style, to funky edged jazz-rock with blues and soul tendencies, and an indistinctive Anglo-American type brassy-rock sound. A few Altona members later reappeared in the obscure band Dirty Dogs

01. Can't Live Without You - 4:05
02. Cocopus - 5:36
03. Überlandfahrt - 4:03
04. 7/4 - 4:13
05. Boulevard - 4:59
06. Frustration - 6:44
07. Hide Yourself - 5:48

- Klaus Gerlach - guitar
- Karl-Heinz "Carlo" Blumenberg - vocals, soprano sax
- Karl-Heinz Gossler - drums
- Fritz Kahl - bass
- Werner von Gosen - guitar
- Wolfgang Wülff - tenor sax
- Michael von Rönn - tenor sax

Download

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Ketil Bjornstad - Pianology (1987) (Noruega)

Nestes dias frios o melhor a fazer é ouvir um som que nos aqueça, este disco embora de uma calma profunda, aquece a alma, lindo é a definição mais adequada. Ketil Bjornstad toca como um Deus, toca seu piano e nossa alma, o som entra e é difícil explicar o que acontece com os outros sentidos. Bárbaro, no sentido de incrível, magico, altamente recomendado!

http://www.ketilbjornstad.com/

Download

Ketil Bjornstad - Pianology

sábado, 29 de maio de 2010

Friendship Time - same (1976) Suécia (Prog) NEW LINK


In a small town north of Stockholm, guitarist Stig JONSSON, bass player Martin CERHA, singer Enrico ADAMBROSI and drummer Thomas LOWGREN - all teens at the time - formed FRIENDSHIP TIME in the fall of 1970. With the departure of singer ADAMBROSI and the addition of second guitarist Dag MATTSSON, the band began to move away from their rhythm&blues background and, after hearing 'The Yes Album', turned to a more progressive path.

By 1975, after numerous personnel changes and with the help of producer C.G. Langensklold, FRIENDSHIP TIME eventually recorded an album that was slated for release in '76 on Virgin Records. Sadly, after recording the sessions and contracting artwork for the cover, band members were no longer working together and the project fell apart.

These recordings would have remained lost had TRETTIOARIGA KRIGET drummer Dag LUNDQVIST not discovered them at his home in or around 2005. With the help of Stefan Dimle of Paatos and Morte Macabre, the material was remastered and released on Mellotronen. FRIENDSHIP TIME reflected the best of the symphonic sounds of YES, FLASH and CATHEDRAL, and was a fine young band on the verge of breaking through the prog ceiling before its untimely demise.

1. Anonymiteten (8:30)
2. Engine (9:13)
3. Clouds (8:36)
4. Martins Lilla (3:01)
5. Ombadidilio (7:48)
6. Watersong (6:53)
7. Crawling Up (3:50)

Dag Mattsson - Electric and Acoustic Guitars
Kent Kroon - Electric and Acoustic Guitars
Leif Froling - Vocals
Martin Cehra - Electric Bass and Mellotron
Thomas Lowgren - Drums and Tubullar Bells
Susanne Sandstrom - vocals (3)

Track 1-5 recorded at Studio Decibel(1975)
Track 6-7 recorded at Studio Decibel(1976)
Remastered october 2006 and released in 2007 on Mellotronen Records(Mellocd 021)

Site

Yandex

domingo, 23 de maio de 2010

Necronomicon - Tips zum Selbstmord (1972) (German) (Krautrock)


Obra prima do genero, discaço! Sem grandes produções e tocado praticamente ao vivo em estúdio, é um álbum surpreendente, explosivo, estonteante! Recomendadissimo!

1. Prolog (7.32)
2. Requiem Der Natur (10.49)
3. Tips Zum Selbstmord (4.46)
4. Die Stadt (7.18)
5. In Memoriam (6.57)
6. Requiem Vom Ende (7.46)
Bônus:
1. Dem Frieden Und Den Menschen (10:18)
2. Wenn Die Haifische Menschen Wären (7:41)
3. Haifische, Gedanken (7:32)
4. Wiegenlied (8:32)

Walter Sturm - Guitar, Vocals
Norbert Breuer - Guitar, Vocals
Harald Bernhard - Drums
Bernhard Hocks - Bass, Vocals
Fistus Dickmann - Organ, Synth, Vocals

Download

London Underground - Through A Glass Darkly (2003) (Italy) (Psychedelic/Space Rock/Progressive Rock)


Minha ideia era postar este disco logo após a postagem do disco homónimo postado anteriormente, mas por razões técnicas não foi possivel. As onze faixas (incluindo duas covers, Manfed Mann e Atomic Rooster) são muito melódica e harmônica com inundações de órgão Hammond e guitarra inspirado no velho e bom Pink Floyd. London Underground som como uma mistura de The Sixties, rock, psychedelic. A música é muitas vezes simples, mas com muito bom gosto.

1. End of the race (3:41)
2. Travelling lady (5:31)
3. Sermonette (4:14)
4. The days of man (4:06)
5. Analonihum (5:30)
6. A beautiful child (4:44)
7. Through a glass darkly (3:27)
8. Cryptical purple brown orcharde (3:51)
9. Can't fnid the reason (3:46)
10. Everything is coming to an end (3:13)
11. Another rude awakening (5:25)

Daniele Caputo - drums, lead vocals, effects
Stefano Gabbani - bass
Gianni Vergelli - acoustic and electric guitars
Gianluca Gerlini - Hammond C3, piano, wurlitzer, fender rhodes, mellotron, clavinet

Download

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Elf (1972) - em tributo a Ronnie James Dio!


Agora que um dos melhores vocalistas de todos os tempos se foi (em atividade desde 1958!!!), vamos prestar-lhe um tributo com o álbum de uma de suas primeiras bandas - o Elf. Nessa época, Ronnie James Dio ainda se chamava Ronald Padavona. Pra quem gosta de hard rock, o álbum de estréia do Elf é absolutamente perfeito, dá pra ouvir dá primeira à última faixa com um sorriso de satisfação. Rock and roll em sua essência. God Save Ronnie!

  1. "Hoochie Koochie Lady" – 5:32
  2. "First Avenue" – 4:23
  3. "Never More" – 3:50
  4. "I'm Coming Back For You" – 3:27
  5. "Sit Down Honey (Everything Will Be Alright)" – 3:48
  6. "Dixie Lee Junction" – 5:09
  7. "Love Me Like A Woman" – 3:47
  8. "Gambler, Gambler" – 4:26


link: http://migre.me/FQjA

sábado, 15 de maio de 2010

Cantina Sociale - cum lux (2009) Rock Progressivo Italiano


Cantina Sociale é um novo grupo italiano. O line-up é: Rosalba Gentile (teclados), Elio Sesia (guitarras, baixo e violino), Iano Nicolo (vocal), Gianni Grasso (saxofones, baixo), Carla Viarengo (saxofones, backing vocals), Marina Gentile (guitarra) Graziano e Viola (bateria). A música é mais similar aos grupos dos anos setenta, mas existem algumas influências modernas.

O álbum de estreia "Balene (qualcosa c'è di piu)" foi lançado em 2002. É um bom álbum com um som de teclado vintage em destaque e tem bom uso do sax no álbum. O grupo tem um bom cantor no Iano Nicolo que dá ao vocal alguma sensação teatral. Ele também é o compositor do grupo. É a forte influência mediterrânica que os diferencia de muitas outras novas bandas italianas. Este é o seu segundo trabalho de estúdio "Cum Lux" lançado em 2009.

1 . Unonessunocentomila (6:55)
2. Goccia (8:02)
3. Il Popolo Dei Coriandoli (6:51)
4. 7 Piccoli Indiani (11:01)
5. Kantele (7:26)
6. Cum Lux (20:36)
7. Luce (2:51)

- Iano Nicolò / lead vocals, percussion
- Marina Gentile / guitars
- Rosalba Gentile / keyboards
- Carla Viarengo / sax, vocals
- Marco Trissini / drums
- Gianno Grasso / bass, sax
- Elio Sesia / guitars, bass

Parte 1
Parte 2

sábado, 8 de maio de 2010

TAI PHONG - same (1975) Symphonic Prog • France



Taï Phong is a bit of an oddity, as it is a French band founded by Vietnamese brothers Kahn and Taï Ho Tong. The sound is comparable to Camel, and Novalis, but the most telling description is 'France's answer to Barclay James Havest.'

The first incarnation came together in 1972, and included an American and a German (keep telling yourself this is a French band). They were in the process of recording, when contract disputes broke out. Because the brothers refused the terms (thus leaving them without a deal), the other two members left. Soon after, they would be replaced by keyboardist Jean Alain Gardet, and the now famous (or infamous) Jean-Jacques Goldman. Yes, he is the man responsible for several of Céline Dion's hits (does this mean that Céline is prog related? Say it ain't so).

In 1973, they again entered the studio. However, more artistic disputes, and contract haggling, with recording executives would keep them from releasing anything for the next couple of years. By 1974, they had a contract they could live with, but still needed a drummer. They chose 17 year-old Stéphan Caussarieu. The classic lineup of Taï Phong was now complete, and would remain intact for the first two albums. This was also a potent combination of talent and ego.

After the release of 1976's "Windows," some of the members branched out. Jean-Jacques dabbled in some solo work, and Gardet recorded an album with Alpha Ralpha. It is during this period that trouble started brewing. "Windows" did not sell very well, and the band spent all the money from the first album on a new sound system. Goldman did not wish to perform live, which was a serious problem considering his contribution to the band's sound. This disheartened Jean Alain, causing him to exit. The band went on tour in 1977 with bassist Michael Jones also taking over lead vocal, but it just wasn't working. They decided to cancel any remaining shows, and just concentrate on studio work. This is the moment when brother Taï left.

After much turmoil, they released 1979's "Last Flight," but the magic was gone. By 1980 interest in the band was waning, and they were in yet another contract dispute. Rather than push ahead with a fourth album, the band broke up.

Over the years the interest in Taï Phong's music went up and down. This is largely due to the song "Sister Jane" resurfacing in one form or another. In 1993, reissues of the albums breathed new life into the story. Some of the guys got together, and the obvious talk of reunion came around. The main conspirators were Kahn and Stephan.

In 1995 they began work on new material, and shopped it around. Goldman was not interested in rejoining the band, so they found Herve Acosta to fill the lead vocal spot. Angelo Zurzulo had been a replacement keyboardist in the old days, and he was also tapped for the new project. It took a while, but the result was 2000's Sun.

H.T. Riekels (bhikkhu) http://www.progarchives.com/artist.asp?id=1384

Songs / Tracks Listing

1. Going Away (5:41)
2. Sister Janes (4:04)
3. Crest (3:25)
4. For years and Years (8:33)
5. Field of Gold (7:37)
6. Out of the Night (11:25)
Bonus
7. ( if you're headed ) north for winter
8. let us play

Line-up / Musicians

- Khanh Mai / electric, acoustic & slide guitar, vocals
- Tai Sihn / vocal, bass, acoustic guitar, Moog
- Jean-Jacques Goldmnan / vocals, electric, acoustic guitar, violin
- Jean Alain Gardet / piano, organ, Moog, keyboards
- Stephan Caussarieu / drums, percussion

Site Oficial

Link